07/02/2018

Como a decoração mudou a minha vida?

Não foi fácil. Foi e ainda é bem difícil entender que tudo é energia. O fato de a gente não ver a energia não significa que ela não exista, que a gente não sinta ou que ela não faz parte da nossa realidade.

Foi bem difícil compreender que o mundo externo não existe e que ele é apenas um reflexo do nosso mundo interno, da nossa consciência. O curioso, é que parece que sempre soube disso! Mas sempre foi muito difícil pôr isso em prática, então o que acontece? Onde eu me perco?





Ah! Já sei!

Eu tenho a incrível capacidade de realizar coisas no piloto automático, sem reparar bem o que estou fazendo e é nesse ponto, com a mente cheia de pensamentos, que não vivo o instante presente. Eu estou tão ocupada com os meus papos mentais, que nem sinto a energia que paira no ar, estou tão fixada em meus próprios pensamentos que nem sou sensível ao meu presente.

Precisei aprender a abrir espaço, a limpar a sujeira e mudar os padrões.  Tanto no corpo, na mente e na casa. Pode parecer bem estranho, mas não consigo pensar e falar sobre esses aspectos isolados, por acreditar verdadeiramente que o corpo, a mente e a casa constituem o nosso templo sagrado, a morada da nossa alma.

Tudo é energia, lembra?


E a nossa energia pessoal sempre mexe com as coisas, nós afetamos a química de cada situação que presenciamos.

Eu preciso estar mais presente e quando vivo os meus dias no piloto automático, perco muitas oportunidades de ser feliz. O salto quântico é perceber que eu estou aqui no presente, e no momento presente não existe culpa, são os instantes santos que a vida nos dá.

E é em casa, em meu lar que me sinto completamente ancorada no momento presente. Já senti isso também enquanto estou na natureza, praticando yoga, orando, meditando, dançando, conversando, enfim tudo é uma grande oportunidade pra gente não permitir eclipsar a nossa luz. Mas o lugar que eu habito, a minha casa, manifesta tanto A MINHA BELEZA INTERIOR que eu a trato como o meu templo sagrado.

 A minha busca de reintegração com o TODO é uma prática diária, e à medida que a minha conexão com o divino se intensifica, mais beleza eu vejo, mais beleza eu faço, mais beleza eu vivo.

O que eu descobri ser altamente eficaz para sustentar essa conexão com o divino é purificar o nosso templo sagrado, a nossa morada e em todos os aspectos do corpo, da mente e da casa. Desta forma, iremos nos encontrar novamente dentro da nossa pureza, vamos limpar as toxinas, distorções, falsidades e energias que não servem mais. E assim as energias também vibrarão mais alto no mundo externo. Por isso, é importante estar com a limpeza da casa em dia, por mais difícil que isso possa ser.

Cerque-se de beleza e positividade, pois estamos a todo momento recebendo e transmitindo energias inconscientemente, foi dessa forma que a decoração entrou em minha vida e deu um verdadeiro chacoalhão na minha realidade. Honrar a beleza que se manifesta dentro e fora de mim, eleva o meu astral, saio do piloto automático e começo a viver verdadeiros milagres que acontecem a partir de lindas sincronicidades e presentes que o Universo quer me dar todos os dias. Se eu não recebo toda essa luz, é porque eu me fecho pra receber essa verdade.




Como permitir manifestar a beleza a partir de dentro?


"A gente muda a nossa vida quando a gente muda a nossa mente. A mente é o início de tudo, os milagres começam na nossa mente." Ariana Schlösser

É preciso silenciar a mente, acabar com os papos mentais, desapegar, entregar todos os seus conflitos internos para a consciência suprema e confiar. A sua vida já é um verdadeiro presente, olhe pra você, olhe ao seu redor. Confie na vida!

Como manifestar a beleza no mundo externo?


Tudo no mundo externo é ferramenta para você elevar a sua vibração, desde como você se relaciona com as pessoas, até a sua carreira, alimentação, como você decora a sua casa, enfim tudo, simplesmente TUDO que acontece em sua vida é uma oportunidade para você despertar a consciência suprema, pois ela está presente em todos os lugares e em todos os seres.

Eu me conecto com a casa, porque é o lugar que eu mais me sinto acolhida e em paz. Decorar e arrumar a casa, exige amor, atenção diária, cuidado, desapego, conexão e adequação para formar uma química, um elo onde a busca pelo belo, pela leveza, pela união transborda da nossa alma e se expande.

Hoje, olho pra minha casa e vejo estampada nas paredes a minha história.







Como a decoração mudou a minha vida?

Tudo começou, no dia em que eu olhei para o meu quarto e senti que aquele espaço não me pertencia. Tomei coragem, desmontei um armário sozinha e pela primeira vez percebi que era fácil superar limites.

Desde então, uso a leveza desse conjunto (corpo, casa e mente) para preencher a minha vida de beleza e assim manter acesa uma chama que vibra no meu coração. A chama do pertencimento, da expansão, da intuição e da criação.

Eu desapego de todas as ideias que um dia fundamentei serem importantes para ter uma casa bonita, com um astral elevado e satisfatória, ideias que eram baseadas apenas no meu conhecimento como designer. Porque hoje, compreendo que decorar não é ter o domínio de uma técnica, mas sim a capacidade de colocar o espírito, a alma no que se faz, é um exercício profundo de dedicação. E assim vamos escolhendo, objeto por objeto, cor por cor para edificar o nosso templo, nosso lugar sagrado que ancora toda a energia maravilhosa que nós somos.




Nenhum comentário :

Postar um comentário