08/10/2017

Decore com alma e não com modismos

Em meu primeiro imóvel, finalmente sinto uma liberdade criativa que me permite deixar a imaginação voar. Sempre decorei os meus espaços, mas antes morando com a minha mãe eu não sentia que era dona do espaço, falo mais sobre isso aqui

Não é segredo pra ninguém que eu amo cores, estampas, luz, plantas, flores. Não sou clean e nem básica, sou over. Pra mim mais é mais e gosto de tudo junto e misturado.

Meu quarto quando eu morava com a minha mãe, resultado de 4 anos de decoração


Estampas e cores, tudo junto e misturado, é assim que eu gosto


Descobrir a sensibilidade do seu estilo é um verdadeiro presente, você começa a entender porque é atraído por determinados objetos e decorações. Sempre achei que um estilo é uma confidência sobre si mesmo. Quando você entra em sintonia com um estilo e isso vai se repetindo constantemente, você começa a identificar o que alimenta o seu espírito. E isso é lindo de ser vivido!

Estilo pessoal é se sentir confortável na própria pele, é quando não aplicamos nenhum esforço para sermos nós mesmos. É uma maneira descompromissada e leve de nos colocarmos no mundo de acordo com o nosso modo de ser.

O estilo pessoal pode surgir de forma natural para alguns ou ser uma gostosa descoberta para tantos outros. É engajar-se em um processo criativo constante sobre você mesmo. Nessa jornada compreendemos o que é essencial e descartamos o restante.


Buscamos a síntese, a simplicidade do que nos toca de forma profunda.

Esse referência mexe comigo! Cores, padrões e culturas! Imagem: Design Junkie



Apenas com esse conhecimento profundo sobre si mesmo, é que deixamos de seguir um monte de regras e tendências que vemos por aí.

O nosso estilo pessoal esboça o que está acontecendo no nosso íntimo, pois ele é leal à nossa essência, podendo ser capaz de nos acompanhar por toda a vida.

Ao contrário da moda.

O que está na moda hoje, pode não estar amanhã ou pode até não funcionar para a nossa casa. Cada um de nós carrega dentro de si diferentes valores, conceitos, experiências, estéticas e sonhos que nos tornam tão únicos que é um verdadeiro desperdício ao mundo não nos expressar, para seguirmos o que está sendo ditado pela moda.

“A moda sai de moda, o estilo jamais” Coco Chanel

Se você me perguntar o que me inspira para criar um espaço, posso te dar várias respostas, porque acredito que casa tem vida própria!

Isso mesmo, casa é algo vivo, tem vida, tem alma. Cada espaço é como uma pessoa, e cada pessoa é única nesse universo inteiro. Logo a inspiração não pode ser a mesma para todos os espaços, concorda?

Meu quarto na casa nova, apenas o começo

Nunca vou me esquecer da primeira vez que entrei nesse quarto! Eu comecei a rir, sozinha! Aliás, sozinha não, ri com esse espaço maravilhoso!

Ele ainda não era um quarto, era só um espaço. Um espaço incomum! Uma janela antiga, duas portas, um lustre antigão, muita luz, madeira do lado de dentro e verde do lado de fora! Me diz você, tem como não se apaixonar? Decidimos ser aqui o nosso quarto!

A minha primeira compra pra casa nova foi uma manta indiana e não foi por acaso. Eu me identifico com a Índia, e sua cultura está na minha bagagem de inspiração para o meu estilo pessoal.

Estou no processo de coletar e analisar minha bagagem de inspiração, e quero fazer tudo isso junto com você! Nos vemos nos próximos posts?


Nenhum comentário :

Postar um comentário