05/07/16

Criatividade: O que aprendi com o desafio #30ideias30dias


Terminei o desafio #30ideias30dias, e posso dizer que foi um baita aprendizado.

Não compartilhei em minhas redes sociais pois o meu desafio não foi nada visual, apesar de ter sido essa a ideia inicial, no decorrer percebi que a minha maior preocupação era com metodologia, em criar uma lógica para decorar. Nós sabemos que projetar e decorar uma casa pode custar bastante dinheiro, consumir tempo e às vezes ser um estresse.

Ao longo dos 30 dias mergulhei nos aspectos práticos para fazer o meu guia indispensável para ousar mais na decoração. Cada dia, um novo passo; eu sei que não existe uma metodologia única, uma verdade absoluta, apenas reuni todo o meu raciocínio para criar um ambiente.

Com isso, já dá para imaginar que eu não cumpri a   regra, onde eu estipulei decorar um cômodo por semana.

Estou preparando um post com muito amô para você, reunindo os 30 passos para fazer a própria decoração.

O foco está sendo na vivência do lar e não na posse de tendências e objetos. Isso porque eu acredito que o mobiliário, as plantas, cores e obras de arte, falam mais sobre a dona da casa do que poderiam fazer as suas palavras, como a casa da artista Kirra Jamison, que é a perfeita extensão de sua arte colorida.

Para decorar sua própria casa, o mergulho tem que ser em si mesmo, para depois um mergulho no Pinterest.


Kirra Jamison e sua casa colorida







Esse post está sendo muito especial, pois logo no início do blog eu compartilhei os 9 passos para fazer sua própria decoração, após dois anos é significativo para mim, ver o quanto cresci nesse tempo.

Também quero fazer o post... Se a casa do JK fosse minha. Não esqueci não!!!! Rs.

Você também participou do desafio? Teve algum aprendizado? Caso queira se descobrir e exercitar a sua criatividade, recomendo. Veja aqui.

Eu não fico só por aqui. Todos os dias compartilho o meu dia a dia, ideias e inspirações da internet nas minhas redes sociais:




Crédito das Imagens: Inside Out

Continue lendo >>

27/06/16

DECOR: 4 ideias práticas para reciclar latas na decoração

Não é novidade que diversas embalagens têm enorme potencial para um novo objeto. Se utilizarmos um pouco da nossa criatividade e boa vontade, podemos ter acessórios exclusivos na decoração.

Uma das embalagens que estão sempre presentes em nossas casas são as latas, há inúmeras referências de peças artesanais na internet, no Pinterest, mas hoje estou inspirada a compartilhar ideias criativas, super fáceis e ainda bem descoladas para a decoração da sua casa.

1. Latas vintage para o plantio


As latas de aço ou de alumínio são apropriadas para o plantio de todas as espécies, pois não liberam na terra nenhuma substância tóxica.

As latas vintage ficam bem em exposição. Destaque-as sobre um parapeito liso branco ou madeira clara. Será ainda mais legal se você reunir latas de um mesmo período, mas com cores e estilo diferentes para remeter para obter um mostruário feliz.




2. Latas de refri pintadas de spray


Escolha uma paleta de cores, procurando combinações que dialogam com o seu estilo de decoração. Adorei o efeito que a Ida deu às latas, amassando-as de leve. É uma ótima solução para as flores frescas da semana, super simples, mas ao mesmo tempo traz mais vitalidade para a casa.









3. Vaso de flores com pack de latas


Há algumas latas com um design tão lindo que valem a pena um lugar em nossa casa. Ou talvez você tenha ligação com alguma marca, por exemplo as latas de Coca-Cola estampavam vários nomes brasileiros, outra lata com design interessante é a do guaraná Jesus, que só tem no Maranhão, você pode garimpá-las em uma viagem e te trazer boas memórias. Ou uma lata gringa que você ama. Enfim, há infinitas ligações, e eu adoro essa ideia dos designers parisienses da Atypyk.



4. Latas naif no jardim

Não existem regras para decorar a nossa casa, tudo o que fazemos com carinho, traz a nossa elegância, podendo se aproximar mais do naif, da simplicidade, do que da técnica.





Imagens via: 1 - 2 - 3 - 4 -5 - 6

E você, também gosta de reutilizar latas na decoração? Conta pra mim! 

Continue lendo >>

21/06/16

Zen: Transformando as experiências em AMOR


Eu tenho dois lados. Um lado designer e um lado yogui.

Eles não estão separados um do outro, estão tão enroscados que parecem até um só.

Mas quando o assunto é trabalho, onde é exigido foco e disciplina, determinei dias para cada um. Segundas, quartas e sextas trabalho com o design; terças e quintas com o Yoga. Depois que tomei essa atitude de gerenciar o tempo para cada tipo de trabalho, muitas coisas aconteceram.

Estou com novas turmas e amando esse progresso. Estou me sentindo realizada, de bem com a vida e até mais alegre. A satisfação de estar vivendo essa nova fase é tão grande, tanto me preenche que em alguns momentos acho que nasci para a tal coisa.

Me alegro ainda mais e comemoro!

Portanto, hoje vim inspirada a compartilhar um pouco da minha prática do Yoga, fora do tapetinho.

É lindo fazermos as posturas, deixar o nosso corpo mais forte e flexível, no entanto, esse não pode ser o objetivo do Yoga.

O objetivo é fortalecer o corpo, para aprendermos a aprimorar a mente e desta forma libertamos o estresse, preocupações e tensões que apenas nos deprimem.

Negociar com a mente requer treino, da mesma forma que negociamos com o corpo para irmos além em uma postura. Foi pensando exatamente nisso, que esse ano comecei com o meu desafio pessoal: Yoga além do tapetinho!

Foto de Luana Depp


Desafio: Transformando as experiências em amor


É fácil amar aqueles que são amorosos e gentis. No entanto, não é fácil amar aqueles que desencadeiam dor, perturbação, raiva, medo e tristeza. Não digo somente para pessoas, situações indesejadas também nos pertubam.

Estou trabalhando nesse ponto atualmente em meu desafio, e tem sido o mais difícil, desde então.

Situações desagradáveis e pessoas menos amáveis nos mostram, onde nos desviamos do caminho de amor e de alegria, ou onde não queremos ir! E é aí que reside a nossa compaixão. Será que ela está tão flexível, quanto as posturas que fazemos no tapetinho?

A compaixão é importante, para sermos capazes de ver as coisas sob o ponto de vista do outro. Precisamos nos colocar no lugar do outro. Você acha que a pessoa que está sendo raivosa com você, está feliz? Não! Ela está aborrecida, e mais tarde poderá se arrepender do que está fazendo agora.

Todos nós cometemos erros, e não fazemos propositadamente. Quando compreendemos isso em vez de responder com mais raiva e julgamentos, sentiremos compaixão.

Não estou dizendo para acolhermos a dor do outro e levar para casa. Ao ter compaixão, cria-se espaço na situação, tornando mais fácil manter a sua energia. Foque na sua energia, e não permita que nada e ninguém desvie a sua vibração.

Se pergunte:


Como posso me afastar de comportamentos sem amor? 

Como me amar o suficiente para evitar que a "maldade" de outrem me abale?


Todos servem a um propósito em nossas vidas. Envie sempre energias positivas a todos os que cruzarem o seu caminho.

Você se sentirá mais leve, mais feliz e de bem consigo mesmo, porque soube dominar a maior de todas as energias, a energia do AMOR!

Namastê!

Foto de Luana Depp








PS.1: Topas fazer um desafio pessoal para as situações do dia a dia?

PS.2: Se acha que esse desafio pode ajudar alguém, não deixe de compartilhar! Vamos espalhar AMOR por aí!









Continue lendo >>

16/06/16

A essência da Criação

Criar é deixar de lado a resistência. É a intenção do fundo do seu coração clamando por vida!

É uma energia que deseja brincar com você e testar suas possibilidades, seu foco, sua dedicação e seu amor. É a essência dessa energia que vai determinar o tipo de emoção que ela vai gerar. Afinal, se criamos, se damos vida à uma ideia é porque esperamos que a nossa criação gere alguma emoção, em nós mesmos ou nos outros.

A minha criação para o design entrou em abstinência por um tempo, simplesmente não me procurou mais, não invadia como antes meus pensamentos com ideias pulsantes.

Até perceber, que na realidade ela estava em greve, apenas esperando um acordo de ambas as partes. Minha e dela, é claro.

Ela desejava mais liberdade, enquanto eu criava uma gaiola toda linda para ela.

Eu acreditei que por ser uma gaiola bonita, ela se contentaria com o espaço delimitado por mim, e claro como a Criação é muito expansiva, voou e me deixou aqui, sem ela.

Mais uma vez, estava enganada.

O que eu não sabia, é que ela também se comporta como uma menina travessa, invadiu minhas aulas de Yoga, meus empreendimentos, minha alimentação, meus relacionamentos, ou seja, entrou de fininho na minha vida.

Negociamos a minha janela sempre aberta, menos resistência da minha parte e mais prontidão da parte dela.

De tão feliz que ela ficou, revelou-me um segredo: Escuta o seu coração e vai sem medo!










Continue lendo >>

09/06/16

Que tal um passeio por Valparaíso?


É uma delícia poder escrever sobre Valparaíso, aliás não só escrever, estar lá, andar pelas suas ruas agitadas,  desbravar os diversos cerros, admirar as casas tecnicolor e se divertir com os elevadores ao céu. Enfim, curtir a atmosfera de uma cidade que cresceu um pouco desorganizada, mas tem todo o seu charme devido ao grande número de arte de rua espalhada por todos os cantos, pelas casas hiper coloridas e pelos mosaicos em cada esquina.

Valparaíso é imperdível para os amantes da arte, pois todo esse cenário é um verdadeiro museu a céu aberto e ainda com vista para o Pacífico. <3

Você sabia que a cidade tem status de capital da arte de rua chilena? Aliás, ela está entre as 10 cidades do mundo famosas pela suas Street Art ao lado de São Paulo, Londres e Melbourne.







É uma cidade charmosa, cool, onde muita, mas MUITA coisa acontece ao mesmo tempo, sendo as vezes até caótica. Deve ser por isso que não é para todos, muitas pessoas não gostam de Valpo.

Se você gosta de Santa Teresa, aqui no Rio, é provável que também goste de Valparaíso, que por ser uma cidade universitária, concentra grande número de "pessoas alternativas" e descoladas. 

Cultura e hábitos


Apesar de ser bem moderninha, é proibido ingerir bebidas alcoólicas em vias públicas, os policiais fazem rondas a noite e as praças lotadas de jovens rapidamente ficam vazias. #ficaadica

- Fiquei surpresa pela quantidade de cachorros de rua, não é exagero. Estima-se que 2,5 milhões de cães vivem pelas ruas do Chile, sendo a maioria deles abandonados pelos seus antigos donos. Apenas em Valparaíso são 15 mil cães vagando pela rua. 




- Os alunos escolares usam uniformes super tradicionais, os meninos de terninho e as meninas de saias e meias 3x4, isso é tão diferente da minha realidade e tão diferente da vibe da cidade que também me pegou de surpresa. 


Comidinhas


- Os restaurantes que ficam nos cerros mais badalados são caros e os menus não nos convenceram. Em Valpo há um grande número de pessoas vendendo comida na rua, de sushi à hambúrguer vegano. Mas quero te falar de uma comidinha ma-ra-vi-lho-sa! Sopaipilhas é uma massa frita feita com abóbora, podendo ser doce ou salgada, comi com maionese, ketchup, mostarda e um molho de queijo.




- Em Cerro Alegre, tomei o melhor granizado da viagem, no charmoso El Mercadito Alegre, uma fofura de lugar.





Imperdível


Não deixe de visitar o cassino na cidade vizinha Viña Del Mar, como os cassinos são proibidos no Brasil, é uma experiência bem diferente e divertida. Além de Viña Del Mar ser uma cidade encantadora e bem cuidada. Vale a pena a visita.





Se você quer ver mais fotos da viagem, visite o meu Instagram, para ver cada lugar incrível que eu visitei.


E aí gostou de Valpo? Até a próxima!









Continue lendo >>

01/06/16

Participando do Desafio #30ideias30dias da Rafa Cappai

Detalhe do painel da Casa Kubitschek em BH.

A maior diversão e talvez o maior desafio no trabalho de um designer, é lidar com o fato de que não existe uma metodologia única de raciocínio para a criação. Não existe verdades absolutas no processo de se pensar e fazer design. Cada um tem a sua metodologia, a sua verdade e o processo flui em cor, forma, espaço, ergonomia, sofisticação estética e claro, técnica.

O que sempre me fascinou, é uma ideia ser transformada em um desenho, e esse desenho ser transformado em um produto. Creio que tenha sido por isso a minha escolha pela faculdade de Desenho Industrial, há 10 anos atrás.

De lá pra cá fui expandindo os meus gostos. Do produto passei a pensar no ambiente que ele seria inserido, e a partir do ambiente, fui me apaixonando pela casa. A princípio pela minha própria, e não demorou muito para admirar as casas alheias.

Gosto de casa com uma narrativa, como se fosse um livro que conta a história de quem nela habita. Em um mundo repleto de produtos, informações e publicidade, cansa um pouco ver o mais do mesmo, mas me fascina o autoral, o pensar com afeto e a mágica por trás da força de vontade de criar algo único.

Mesa do quintal da Casa Kubitschek


Como já disse, o design não se limita a uma única metodologia, mas estou buscando aprimorar a minha. Estava com isso na cabeça, como se fosse uma pulguinha que não me deixava em paz. E eis, que recebo um e-mail da Rafa Cappai, com o Desafio #30ideias30dias.

Nesse e-mail, a Rafa, nos incentiva a fazer diferente, desconstruindo a ideia de que a criatividade só acontece fora da caixa, ela nos convida a pensar dentro da caixa. Eu topei o desafio e os próximos 30 dias serão dedicados à minha criatividade. 

Então, bora lá fazer o desafio. Estou seguindo o passo a passo da Rafa, tim, tim, por tim tim!

1º. Crie um desafio pra si mesmo:

Visitei recentemente a casa que Juscelino Kubitschek costumava passar seus finais de semana em Belo Horizonte. O projeto foi feito em 1943, por Oscar Niemeyer, os jardins que adornam a frente e os fundos da casa são assinados pelo paisagista Roberto Burle Marx.

Gostei bastante da visita, nunca estive em uma residência modernista, e amei a experiência. A casa é linda, ampla, moderna, mas falta aquela narrativa, falta mais afeto, memórias e elementos que fazem da casa um lar.

O trabalho do Oscar Niemeyer é louvável, mas descordo de alguns detalhes típicos da arquitetura modernista, como o fato da residência parecer ter sido feita para uma multidão e não para uma família.

Enquanto visitava a casa, fiquei imaginando...

E se a casa do JK fosse minha? Como seria a decoração? Que cores utilizaria? Qual seria o estilo? E o jardim? 

Sacou? É esse o meu desafio: "Se a casa do JK fosse minha..."

Olha eu aí minha gente, me achando rica, phyna e a dona da casa!!! =) Como é bom sonhar! Rs.



2º. Crie uma regra específica 

A minha regra, é fazer a decoração de 4 cômodos da casa no decorrer dos 30 dias. Um cômodo para cada semana.

3º. Durante 30 dias, repita essa tarefa

A Rafa propõe um desafio não muito complexo, para que a gente consiga dar conta de cumprir e ser uma plataforma para a nossa expressão criativa!

Como hoje é o meu primeiro dia do desafio, estou analisando as imagens que tenho de cada cômodo para me organizar e escolher os 4 ambientes. Ainda não sei como irei expressar as minhas ideias. Faço um mood board, montagem ou uma ilustração?

. Compartilhe o seu desafio com a sua galera

Vou compartilhar o processo na minha rede social preferida, o Instagram, usarei a hashtag oficial do desafio: #30ideias30dias!  

5º. Se mantenha fiel ao desafio por 30 dias

Minha vida é uma caixinha de surpresa, cada dia é bem deferente do outro, mas caso aconteça algum problema, como a Rafa sugere, irei lidar de maneira criativa! 

6º. Avalie o que aprendeu

No final dos 30 dias, conto tudinho para você o que aprendi. <3

Para ficar por dentro de tudo o que rola no desafio a Rafa criou um grupo no Facebook.

Ficou curiosa para ver as fotos da casa? Então vou revelar um pouquinho hoje, por enquanto apenas a área externa!

Fachada da minha casa, ops, do Kubitschek

Fundos da casa
Lateral da casa, esse cantinho é um sonho!




E você? Também está participando do Desafio #30ideias30dias?

Estou aceitando ideias, sugestões, inspiração, caso você queira me ajudar! =) 









Continue lendo >>

20/04/16

O abacaxi virou tendência na decoração



É inegável, que o abacaxi virou uma peça pop na decoração.

O Pinterest começou a nutrir essa ideia, com fotos bonitas e inusitadas da própria fruta; depois ela evoluiu para divertidas ilustrações, que foram estampar quadros em paredes de gente cool, passando para jogo de cama, luminárias, jarras, tapetes, relógios e tudo mais que você puder imaginar.

O abacaxi, quem diria, é acessível, personalizável e reinterpretável, desta forma compreende-se a popularidade que tem ganhado ultimamente. E eu aposto as minhas fichas: Ele veio para ficar.

É obvio dizer isso, até porque já podemos ver a manifestação do abacaxi, em diferentes segmentos, desde o DIY mais simples, aos artigos industriais de luxo, moda e até arte. Sim, essa tendência se espalhou.

- E eu me rendi a ela. OMG! Até porque, confesso é uma fruta tão fofa!

Um belo dia, minha amiga, estava passeando pelo Polo de Decoração de Vigário Geral, aqui no Rio, minha cidade, quando me deparei com uma jarra de porcelana, pela bagatela de R$12,90. Você resistiria?

- Pois bem, eu não resisti! Comprei a dita cuja.



E agora a minha jarra de abacaxi, acomoda as flores frescas da semana.





O Abacaxi por toda a parte



- Pinterest:



A Beautiful Mess


Na decoração do estilo Faça Você Mesmo, creio que a Elsie e a Emma, do blog A Beautiful Mess, são as ditadoras de tendência, como se fossem a Chanel do mundo da moda. É natural ver algo muito legal e inusitado no Pinterest e quando você vai ver de onde é a fonte, adivinha, são elas!



- Marcas Independentes:




Society6


Todos querem o abacaxi, até os designers independentes, podemos encontrá-lo em lojinhas virtuais como Society6, Etsy, Elo 7 e por aí vai...



- Programa de TV


A Thalita do blog Casa de Colorir, escolheu o abacaxi para estampar o terraço de uma cobertura na primeira temporada do programa, Mais Cor Por Favor, do canal GNT. Achei a escolha perfeita, pois trouxe um ar tropical ao ambiente externo da cobertura.


Mais Cor Por Favor
A Thalita também fez uma cadeira do zero, e estampou abacaxi no assento e encosto com capacho. Achei a ideia super original, é o abacaxi na forma mais inusitada que já vi na decoração. Veja aqui o passo a passo completo.

Mais Cor Por Favor



- Iluminação




Velas, Piscas e Luminária Pendente



É isso mesmo, quem diria, podemos vê-lo até mesmo na iluminação. E você me pergunta, mas Tha, combina? E eu digo, SIM, surpreendentemente o abacaxi fica fofo até mesmo para iluminar a nossa casa.

- Estampas


Engana-se quem pensa que a estampa de abacaxi só cai bem para vestir a cozinha. A fruta já conquistou os sofás e as camas dos mais antenados.

Pano de prato e  Almofadas






- Arte


Há ainda quem pinte o abacaxi! Tipo eu! Rs. Mas convenhamos, ele sabe muito bem divertir a nossa cozinha.





E você, já é adepta dessa tendência na decoração? 















Continue lendo >>

13/04/16

3 dicas de ouro para reaproveitar embalagens de vidro

Confesso que tenho muitos potes esperando por uma nova utilidade, não consigo jogar fora NENHUMA embalagem de vidro!


E fiquei bem feliz em saber que não estou sozinha nessa, compartilhei essa mania no Instagram há uns dias e para a minha surpresa, várias outras pessoas também confessaram o seu amor pelos potes de vidro!




Não minha amiga, você não é a louca dos potes sozinha! Estamos juntas nessa! E pensando nisso, resolvi compartilhar 3 formas super práticas para dar vida aos potes que esperam nossa arte!


# Dica 1 - Tinta Esmalte Sintético


Uma maneira rápida e fácil para reaproveitar potes de vidro é utilizar a tinta Esmalte Sintético, por ser uma tinta que possui altíssima cobertura, você pode passá-la diretamente no vidro, com um pincel. Simples assim! ;) Acredite!











# Dica 2 - Retalhos de Tecido


Essa dica já não é tão rápida e prática como a anterior. Mas é divertida, e com um feito super inusitado!

O truque está em submerger uma tira de tecido em cola branca, e logo em seguida cole a tira na parte de dentro do seu recipiente de vidro, com os próprios dedos ou se preferir com a ajuda do pincel para empurrar as bolhas de ar que podem formar entre o tecido e o frasco.








# Dica 3 - Primer


Deseja pintar o seu pote de vidro com tinta spray ou acrílica? Então essa dica vai para você! Utilize um primer em spray, preparando a base que irá receber cor, isso ajuda a tinta acrílica ou spray aderir melhor a superfície. Para um melhor acabamento, não se esqueça do verniz após a secagem da tinta colorida escolhida.






OBS: É importante seguir corretamente as instruções do rótulo do primer.


Espero que tenha gostado das dicas! Se você tiver outras formas de decorar um pote de vidro, compartilha conosco?! Amamos uma novidade DIY!








Continue lendo >>