08/10/2017

Decore com alma e não com modismos

Em meu primeiro imóvel, finalmente sinto uma liberdade criativa que me permite deixar a imaginação voar. Sempre decorei os meus espaços, mas antes morando com a minha mãe eu não sentia que era dona do espaço, falo mais sobre isso aqui

Não é segredo pra ninguém que eu amo cores, estampas, luz, plantas, flores. Não sou clean e nem básica, sou over. Pra mim mais é mais e gosto de tudo junto e misturado.

Meu quarto quando eu morava com a minha mãe, resultado de 4 anos de decoração


Estampas e cores, tudo junto e misturado, é assim que eu gosto


Descobrir a sensibilidade do seu estilo é um verdadeiro presente, você começa a entender porque é atraído por determinados objetos e decorações. Sempre achei que um estilo é uma confidência sobre si mesmo. Quando você entra em sintonia com um estilo e isso vai se repetindo constantemente, você começa a identificar o que alimenta o seu espírito. E isso é lindo de ser vivido!

Estilo pessoal é se sentir confortável na própria pele, é quando não aplicamos nenhum esforço para sermos nós mesmos. É uma maneira descompromissada e leve de nos colocarmos no mundo de acordo com o nosso modo de ser.

O estilo pessoal pode surgir de forma natural para alguns ou ser uma gostosa descoberta para tantos outros. É engajar-se em um processo criativo constante sobre você mesmo. Nessa jornada compreendemos o que é essencial e descartamos o restante.


Buscamos a síntese, a simplicidade do que nos toca de forma profunda.

Esse referência mexe comigo! Cores, padrões e culturas! Imagem: Design Junkie



Apenas com esse conhecimento profundo sobre si mesmo, é que deixamos de seguir um monte de regras e tendências que vemos por aí.

O nosso estilo pessoal esboça o que está acontecendo no nosso íntimo, pois ele é leal à nossa essência, podendo ser capaz de nos acompanhar por toda a vida.

Ao contrário da moda.

O que está na moda hoje, pode não estar amanhã ou pode até não funcionar para a nossa casa. Cada um de nós carrega dentro de si diferentes valores, conceitos, experiências, estéticas e sonhos que nos tornam tão únicos que é um verdadeiro desperdício ao mundo não nos expressar, para seguirmos o que está sendo ditado pela moda.

“A moda sai de moda, o estilo jamais” Coco Chanel

Se você me perguntar o que me inspira para criar um espaço, posso te dar várias respostas, porque acredito que casa tem vida própria!

Isso mesmo, casa é algo vivo, tem vida, tem alma. Cada espaço é como uma pessoa, e cada pessoa é única nesse universo inteiro. Logo a inspiração não pode ser a mesma para todos os espaços, concorda?

Meu quarto na casa nova, apenas o começo

Nunca vou me esquecer da primeira vez que entrei nesse quarto! Eu comecei a rir, sozinha! Aliás, sozinha não, ri com esse espaço maravilhoso!

Ele ainda não era um quarto, era só um espaço. Um espaço incomum! Uma janela antiga, duas portas, um lustre antigão, muita luz, madeira do lado de dentro e verde do lado de fora! Me diz você, tem como não se apaixonar? Decidimos ser aqui o nosso quarto!

A minha primeira compra pra casa nova foi uma manta indiana e não foi por acaso. Eu me identifico com a Índia, e sua cultura está na minha bagagem de inspiração para o meu estilo pessoal.

Estou no processo de coletar e analisar minha bagagem de inspiração, e quero fazer tudo isso junto com você! Nos vemos nos próximos posts?


Continue lendo >>

04/10/2017

Reflexões de uma casa dos sonhos

Recentemente, me mudei para uma casa nova e parece que os meus dias duraram segundos.

Com tanta coisa acontecendo e de maneira tão fulgás resolvi olhar um pouco pra trás e ver a história que estou criando para a minha vida. Dei conta que eu tenho um estilo de vida que amo profundamente e aprecio todo esse processo de criação da minha vida dos sonhos.





Para mim, a vida é uma arte, é a última forma de auto-expressão. E assim, acolho com amor a minha jornada de explorar, crescer, cometer erros, curar, aprender e amar.

E assim vou seguindo criando e vivendo a vida que sempre imaginei e sonhei. Temos o poder de pintar o nosso próprio mundo, a começar por nós mesmos. Tudo em nossa vida é criação e sempre caminhamos para o melhor, mas nos esquecemos disso. E na maioria das vezes vivemos como se não tivéssemos escolha, mas temos. O tempo todo!

Não podemos mudar o passado, mas podemos começar agora a escrever uma nova história.

É maravilhoso assumir que a sua vida é uma arte e você é o artista, olhar além do óbvio, enxergar por uma nova perspectiva. Quanto mais artistas nos assumimos, mais abrimos os olhos para as oportunidades, os sinais e as inspirações que estão por aí. Nós podemos viver no amor, na abundância e na plenitude, basta apenas estarmos atentos e disponíveis.

Eu sou uma eterna aprendiz desse processo de criação. Por aqui a inspiração anda lado a lado da transpiração. Viver a sua arte exige um esforço de disciplina, de entrega, de abertura e isso exige momento profundo de estudo, pesquisa, meditação e principalmente de conexão com a mente cósmica.


Eu trabalho com tantas coisas, com decoração, desenho, escrita, imagem, yoga, meditação, filosofia, design, casas que sinto muita dificuldade de dizer com o que exatamente eu trabalho. Mas não quero me importar com isso, com rótulos. No meu trabalho, não há preocupação ou pretensão de se enquadrar em nenhuma caixa ou categoria, apenas desejo revelar os meus sentimentos de estar no mundo. Essa é a minha arte! Essa é a minha vida! Eu estou aqui e agora, e eu amo tudo isso!

Então, topa vir comigo e conhecer um pouquinho da minha casa nova, da minha relação de amor com ela e o meu mais novo sonho sendo vivido e realizado? Então, bora! Vem comigo!





Minha tela em branco!


Sim, a minha casa é a minha arte!

A arte do ser!
A arte do experimentar!
A arte do fazer acontecer! 


Eu sou artista, sim!


E a minha casa é o meu espelho

Minha conexão



É o aflorar da minha alma



Por uma casa mais good vibes


Faço dela meu templo sagrado




É aqui que eu habito, que eu finco minha raízes!

Vamos conversar um pouco mais? Agora é com você, deixe-me saber quais são os seus sonhos, a sua arte e se você reconhece quando esses momentos de autorrealização acontecem em sua vida! 

Eu não fico só por aqui. Todos os dias compartilho o meu dia a dia, ideias e inspirações nas minhas redes sociais:




Continue lendo >>

08/09/2017

[NOVO MORAR] Como a transição de eras influencia nossa vida


Você já parou pra pensar que nos dias de hoje tudo está direcionado para a autodescoberta?  As transformações que acontecem de dentro pra fora tem ganhado cada vez mais espaço na vida das pessoas.

São os sentimentos que vem de dentro que nos fazem repensar "porque", "como" e "o que" estamos fazendo. Ainda temos o pensamento muito cartesiano, estruturado e fomos educados para pensar assim e isso acaba limitando a nossa capacidade de arriscar. Vamos nos organizando através do medo, do ter que fazer certo e isso vai limitando a nossa capacidade criativa.

Em um viés astrológico, estamos saindo da era de Peixes e "entrando" para a era de Aquário, para os que não se identificam com a astrologia, estamos saindo da era industrial e entrando na era do conhecimento para os filósofos, na era caórdica para os intelectuais e na era digital para os tecnológicos.  Não importa, o que importa é que o momento que estamos vivendo é de transição dessas eras, pois muitos de nós já temos consciência de uma nova era, mas ainda praticamos os valores e formas de pensar de um velho mundo.

A mudança é sútil, não precisamos de muitos esforços. O que precisamos é mudar a nossa forma de pensar, de se relacionar e de agir.

Na época de nossos pais o pensamento era linear, lógico, cartesiano, com visão fragmentada sobre as coisas, com muito apego à propriedade e à competição. Nos dias de hoje o pensamento é conectivo, intuitivo, com visão holística, sem apego à propriedade, pois hoje o que vale é o acesso, também estamos aprendendo a colaborar mais, ao invés de competir.

Desta forma, é uma característica forte desse novo tempo, o crescente número de pessoas que buscam tornar-se protagonistas de suas histórias, de suas vidas.

É por isso que a série Novo Morar, traz muitos aprendizados pra mim, pois estou em contato com pessoas incríveis que já se conectaram com essa nova realidade.

Quando estive com a Natalia Viana, foi um momento mágico, além de admirar muito o trabalho dela, conhecer de pertinho a sua história foi muito inspiradora. Natalia é produtora de conteúdo, estilista, empreendedora, é de Belém, mas mora em SP e é dona de um apê studio, que diz muito sobre o novo morar.

Essa transição não influenciou apenas o morar da Natalia, como toda a sua vida que é mar de inspiração pra gente! Coisa mais linda!

Se você não viu ou quer rever, o vídeo está logo abaixo!



Não deixe de me contar o que achou sobre o nosso bate-papo, é sempre muito bom saber o que está pensando!

Gostou do assunto? Então veja uma pouco mais do que rolou por aqui sobre o tema Novo Morar:

Continue lendo >>

25/08/2017

[NOVO MORAR] Como ter uma casa ateliê

Recentemente rolou mais uma entrevista linda no nosso canal do YouTube, da série Novo Morar.

Essa série tem o propósito de gerar insights sobre novos caminhos para a construção de um lar que dialogue com as transformações de uma era que está sendo moldada pela inovação tecnológica, pelo conhecimento, pela conectividade, capacidade de customização e alcance.

E é claro que com tantas mudanças acontecendo, há também uma transformação comportamental muito linda por trás de todo esse cenário. E o que tudo isso tem a ver com casa e decoração? À primeira vista, pode não parecer, mas há um impacto enorme na forma como moramos.

Fico feliz à beça e me encho de esperança quando me conecto com pessoas que já despertaram para todas essas mudanças que estamos vivendo. Pessoas que buscam suas respostas além do ganhar dinheiro, do consumo, do status, do poder, da competitividade.


A casa ateliê da Vero Kraemer


A internet e todos os avanços tecnológicos nos empoderam bastante, principalmente com as escolhas das nossas carreiras. Por isso, fui até a artista Verô Kraemer para ouvir um pouquinho sobre a sua visão de mundo e como ela influência toda a sua vida e é claro a sua casa. Se você não viu ou quer rever, o vídeo está logo abaixo. 

Recebi um dia desses uma mensagem linda de uma leitora que é artesã, vive da sua arte e também tem uma casa ateliê, igualzinha da Verô. Ela me disse que a entrevista trouxe insights maravilhosos e já está colocando todos em prática. Elogios como esses, me empolgam a pesquisar e buscar grandes histórias.

E foi isso que fiz, fui buscar nessa internê linda outras pessoas que já vivem essa realidade e encontrei a Beth Cavalcanti, artista plástica e ceramista que também tem uma casa ateliê em Tiradentes, MG. 

Foi engraçado, busquei por "casa ateliê" e escolhi duas páginas, uma da revista Casa e Jardim e outra do canal Life by Lufe. E só depois me dei conta que se tratava da mesma casa, essa preciosidade que é o espaço da Beth. Vale a pena conferir os vídeos de hoje, espero que você goste!

Vem conhecer a Verô Kraemer:

 
E agora, com vocês Beth Cavalcanti:
 

Quero saber de ti, você também vive da sua arte? Tem um ateliê em casa? Conta pra mim! Amo uma boa história!

Vou ficando por aqui, mas estou todos os dias em meu instagram. Se conecte comigo! Me dê um oi por lá!

Continue lendo >>

16/08/2017

Efeito girl power na mostra Morar Mais por Menos 2017

Ontem estive no encontro de blogueiras na mostra Morar Mais por Menos 2017 e foi incrível ver tantos ambientes lindos. Você também ama bater perna em uma mostra, para ficar ligada nas últimas novidades e tendências na decoração? Então não perca, tudo o que eu tenho pra te contar!

Como já conversamos muito por aqui, o nosso projeto de vida, nossas histórias, nossos sentimentos e até mesmo as transformações do mundo influenciam muito na forma como moramos e o Morar Mais, um evento que sempre trata a decoração com muita ousadia e com ideias que saem do lugar comum trouxe ambientes que refletem os novos tempos que estamos vivendo.

Novos tempos, que traduzem um novo morar, que apenas reafirmam os caminhos que as nossas gerações atuais estão trilhando.

Seguindo a (louvável) tendência do empoderamento feminino, que foi o termo mais procurado no Brasil em 2016, segundo o site Shutterstock, pude ver vários ambientes que foram criados para mulheres independentes, empreendedoras, modernas, autênticas, decididas, ou seja, empoderadas.

Empoderar-se é o ato de tomar poder sobre si. É trabalhar a sua confiança, é fortalecer uma a outra e ter ambição para seguir os seus sonhos! 

Nesse post vou compartilhar alguns ambientes que foram criados para mulheres empoderadas. Bora ver esses cantinhos!

#1 Escritório da empreendedora

De todos os ambientes, o que eu mais gostei foi o escritório da empreendedora. Um espaço super feminino, porém fugindo do óbvio, com cores neutras e contemporâneo, montado pelas meninas do Studio Prima.

Como sou empreendedora, criativa e trabalho na maior parte do tempo em casa, desejei muito ter um cantinho sofisticado, assim como esse.

Esse escritório tem algumas inspirações que podemos trazer para a nossa realidade por serem super acessíveis:

  • Objetos de decoração feitos artesanalmente, no melhor do estilo faça você mesmo como essa luminária com cordas e pranchetas pintadas de dourado na parede;
  • Pintura criativa na parede ao invés de revestimentos;
  • O rebaixo de gesso foi substituído por um jardim suspendo lindo, com espécies variadas, grandes folhagens, bromélias.


#2 Estúdio delas

Como o mundo, a forma como moramos também se transforma. Esse estúdio foi pensado para uma mulher moderna e em fase de transição, que deseja morar sozinha. Temos mais informação, conhecimento e poder que as nossas ancestrais poderiam sonhar.  Com essa consciência a vida das mulheres ganharão um novo sentido, mais individualizada do que o óbvio casamento. Mais do que nunca vivemos em um momento em que a mulher pode assumir a sua autenticidade, sua autonomia e sua responsabilidade sobre si mesma.

E o Estúdio Delas reflete essa transformação das mulheres nos dias de hoje, é um pequeno apartamento, com ambientes integrados e muito sofisticado. Reflete uma mulher jovem, porém com um alto poder aquisitivo, que deseja conforto, viver bem e receber seus amigos.

O estúdio é composto em sua grande parte por mobiliário solto, versátil e assinados pela Tok & Stok. Toda a curadoria dos quadros e objetos de design são produzidos por mulheres! Yeeeeees! #girlpower O ambiente foi feito pela arquiteta Camila Mesquita.

Mais uma vez, mesmo o espaço sendo feminino, não é nem um pouquinho óbvio. A cor rosa se mistura com elementos clássicos e industriais, mostrando ao mesmo tempo a leveza e a força de sua moradora.


#3 Quarto da mãe solo

Mais um termo moderninho e tão cheio de significado presente na mostra Morar Mais 2017. Que coisa LINDA!

"Mãe solteira" destaca mais o fato de a mulher não estar mais em relacionamento do que o fato de estar lidando com a responsabilidade de criar um filho. Por isso o termo "mãe solo" está tão em alta (thanks God!)

O estado civil não diz nada sobre a capacidade de uma mulher ser uma boa mãe. Por isso achei lindo, ver um quarto sofisticado e muito bem pensado para a mãe solo. Com soluções práticas para a mulher cuidar do seu baby com toda a segurança.

O berço é super leve, dá para segurá-lo com apenas uma mão, praticidade total para a mãe. Mais uma vez, adivinha? O quarto pensado para a mulher, foge de novo do óbvio com cores neutras, podemos observar o toque feminino nos detalhes, pois aqui o rosa nem chegou perto. O ambiente foi criado pela arquiteta Rebeca Albertassi.



#4 Quarto da menina

E é claro que eu não poderia deixar de mostrar aqui o quarto da menina foi projetado para ser versátil, com uso de cores neutras e móveis soltos que podem ser substituídos ao longo do crescimento da criança.

Gostei muito do cantinho com a cabana no chão para a menina brincar. Esse espaço aconchegante pode ser feito com um colchão, tapete, almofadas e um tecido pendurado em um suporte fixado ao teto, de preferência bem fluido e transparente para dar leveza. A menina vai amar ter um cantinho assim. Ambiente lindo pela Ana Paula Sarmento.


#5 A sala da empreendedora

É um ambiente de estar que conta com obras de arte para deixar o ambiente mais aconchegante. Gostaria muito de um ambiente desse para reuniões, já que acho o home office um cômodo muito pessoal.

O que mais gostei foi a pintura bicolor da parede, mais uma vez uma forma criativa se substituir os revestimentos na parede, deixando a decoração mais acessível sendo possível ousar em outras peças. Como podemos ver aqui o tapete rosé persa, a luminária de palhinha e o grafismo tropical na outra parede. Também do Studio Prima.







E aí, gostou do efeito girl power no Morar Mais Rio desse ano? Dos ambientes que mostrei, qual foi o seu favorito?

*Todas as imagens são da assessoria do Morar mais por menos.

Se você é do Rio, não deixe de visitar o Morar Mais! Todos os ambientes estão lindos, com várias inspirações para a nossa casa. A mostra vai até o dia 17 de setembro no Casa Shopping, na Av. Ayrton Senna, 2150, bloco I, Barra da Tijuca.















Continue lendo >>

12/07/2017

[NOVO MORAR] Ruby Borba fala sobre decoração afetiva

Recentemente rolou um bate-papo ao vivo, no canal do YouTube do CasaDesignStudio com a Ruby Borba, referência no design contemporâneo de interiores brasileiro que trabalha com o conceito de decoração afetiva. 

Foi a estreia da nova série do canal do CasaDesignStudio, o Novo Morar, que tem o propósito de gerar insights sobre novos caminhos para a construção de um lar que dialogue com as transformações de uma era que está sendo moldada pela inovação tecnológica, pelo conhecimento, pela conectividade, capacidade de customização e alcance.

Estamos vivendo um profundo despertar de consciência sobre o modelo econômico vigente da era pós industrial, baseada na produção de massa, hiperconsumo e descarte.

Ruby traz essa consciência para a decoração, entende que as mudanças estão muito aceleradas e traz toda essa clareza para mudar a nossa relação com a casa. 

Nesse bate-papo pude entender um pouco mais sobre os desdobramentos dessas mudanças em nossa casa, e observei alguns aspectos que dizem muito sobre como as novas gerações estão vivendo.

Destaquei alguns pontos citados pela Ruby que mais dialogam com o Novo Morar:


  • Com todas essas transformações no mundo o senso de comunidade se extende para a nossa casa, há uma busca maior por vivências coletivas.



  • Estamos repensando o consumo, nos expandindo para a consciência de que nossos desejos são muito maiores do que nossas necessidades.



  • Há uma maior compreensão do propósito da nossa casa e o nosso papel dentro dela.

Por fim, destaco uma fala da Ruby que revela uma alegria sobre o morar e sobre o seu  trabalho, que é pura inspiração:

"A decoração não é sobre o ter, a decoração é sobre se reconhecer no espaço. Quando uma pessoa se reconhece no espaço, se vê no ambiente e entende a razão por estar ali. Se vê transportado nas paredes, nos móveis e nas cores. É uma sensação muito boa, que eu gostaria que muitas pessoas tivessem e que muitas pessoas ainda não têm e isso é o que me motiva a fazer a decoração afetiva hoje, porque eu sei que muitas pessoas têm casa, têm condições de mudar as coisas, mas não se reconhecem dentro da sua casa e não se sentem tão a vontade o quanto poderiam se sentir."

Confira agora o nosso bate-papo, espero que seja muito inspirador para você, assim como foi para mim!


Continue lendo >>

05/07/2017

Como será o novo morar dos brasileiros

O mundo mudou e nós mudamos o nosso comportamento em relação a ele.

Os excessos começaram a ser questionados: o consumo, as relações pessoais, a internet e etc. Em nossa trajetória, a todo momento estamos evoluindo, crescendo, aprendendo, errando e nos aperfeiçoando. 

A maneira como nos relacionamos com o mundo e a forma como nos expressamos nele, estão intimamente ligados com a forma como moramos.

A casa é um organismo vivo, é muito mais do que uma sustentação de tijolos e paredes, assim como nós uma casa nasce, cresce e escreve a sua própria história.







Com a internet e as mídia sociais, o conceito de intimidade é outro, os limites entre o público e o privado já quase não existem mais e a casa se abriu. Dê uma navegada pelo Instagram e será muito fácil observar isso.  Muitas pessoas têm encontrado na decoração um caminho para construir a própria identidade, o estilo próprio, a liberdade e a alegria de viver. E o melhor, de um jeito novo.

Cada um de nós pode ver a sua casa refletida nessas novas tendências e valores que  se transformam em novos comportamentos e hábitos de vida. Fazemos parte de uma nova geração que está vivendo de forma mais simples e engajada. 




A geração atual, busca acumular experiências e não bens materiais, fazendo crescer maneiras incomuns de relação com o trabalho, o que influencia os conceitos de morar.

Aos poucos estamos nos abrindo para uma economia colaborativa, e desta forma o ideal que conhecíamos da casa também sofre transformações. Por exemplo: a noção de tempo específico pra cada atividade, como lazer, trabalho e família, está se transformando devido a presença dos co-works, casas escritórios e de empresas com cara de casa. 

Um outro exemplo são as várias gerações dentro dos lares, hoje é muito comum um jovem de 20 anos morar com a sua avó. E não para por aí, a família tradicional com pais e filhos, praticamente não existe mais.


Vamos entender um pouco das transformações que já ocorreram entre algumas gerações?


A tendência da estrutra familiar tradicional representa a geração Baby Boom (nascidos entre 46  e os primeiros anos da década de 60), onde a identidade é construída a partir da independência dos pais e da autoridade.

Com a geração X (nascidos a partir dos anos 60 e os primeiros anos da década de 80), surge os novos tipos de família e a identidade é buscada pela adesão do grupo.

Já com a geração atual, a família é o que quer que seja; podendo ser formada por não familiares e a identidade é construída sendo sincero consigo mesmo.




Outros fatores que levam as pessoas a pensarem em uma nova dinâmica do morar é a crise econômica, violência urbana e se locomover pela cidade.

Por tudo isso e muito mais, a ideia de compartilhar a casa com amigos e até mesmo desconhecidos ficou mais presente do que nunca.

Para a geração atual o "ser" é o novo "ter".

O que podemos observar é que não desejamos mais um estilo de vida anacrônico e autodestrutivo, onde vivemos em um constante estado de tensão, competição e luta pela sobrevivência. Desta forma vivemos exilados de nós mesmos, sem espaço e tempo para uma vida com mais significado.

A nossa busca é por estar mais perto da natureza, do sentido e do significado.

E foi pensando nessa nova forma de se colocar no mundo e viver a nossa casa de forma tão diferente das gerações anteriores, que surgiu todo esse movimento dentro de mim em buscar respostas à essas transições.

Com o propósito de gerar insights sobre caminhos autorais para a construção de um lar que dialogue com a nossa essência e transformações, o Novo Morar dos Brasileiros, a nova série de conteúdo para o Casa Design Studio é uma reflexão sobre o que ocorre quando são feitas escolhas verdadeiras.


Com base em entrevistas com pessoas que já vivem nesse novo formato, como Ruby Borba, Vero Kraemer,  Natalia Viana e muitas outras essa série irá abordar questões significativas na construção desse novo morar.

Já temos data para a nossa estréia de entrevistas, que irá acontecer na segunda-feira dia 10/07 às 20h ao vivo no canal do Casa Design Studio com a Ruby Borba.

Será lindo! Junte-se a nós, vamos bater um papo sobre como todas essas transformações impactam a forma como moramos.




As ilustrações escolhidas para o projeto são da Yoko Honda, suas imagens têm uma estética nostálgica dos anos 80, cores vibrantes, beleza e um toque de glamour.

E você, o que acha sobre todas essas transformações?








Continue lendo >>

03/07/2017

Como vive a geração do desapego

Viver só com o essencial e ter uma vida mais simples são necessidades cada vez maiores do mundo contemporâneo, que está se revelando cada vez mais transformador. Na minha infância, na década de 90, quando pensávamos em decoração, íamos à lojas estilo showroom para mobiliar a nossa casa. 

Hoje o movimento é outro, os entusiastas de decoração e desse novo estilo de vida podem ser vistos em brechós, bazares e mercados de pulgas. As pessoas estão cada vez mais percebendo que TER ficou menos importante do que reutilizar e compartilhar. 

As pessoas estão se juntando a esse movimento por muitas razões, e as mais populares são preocupações ambientais, financeiras e até existenciais. O desejo por mais tempo e liberdade, e assim acumular experiências e não bens materiais, além do desejo de partilhar e não simplesmente possuir, fazem crescer toda essa ideia de desapego.

Recentemente rolou o Bazar Desapego de Blogueiras no Ateliê Bora pra Casa, e participei com os meus desapegos, muitas roupas e objetos de decoração.

Veja um pouquinho do que rolou no bazar:







Todo o movimento do bazar foi maravilhoso, começando pela curadoria das peças. É muito bom fazer esse exercício do desapego. Olhar para a casa e prestar atenção no que não nos serve mais é libertador.

Geralmente guardamos muitas coisas, pois nos apegamos à lembranças de outras situações e épocas. Se determinado objeto não te faz mais feliz, isso significa que você mudou e isso é ótimo. Desapegar é se livrar dos seus antigos "eus" espalhados pela casa. 

Também foi incrível poder ver o bazar com tanta gente, fazendo garimpos lindos, refletindo sobre como consumimos e trocando uma ideia com a gente.

Quem compra em brechós, está aumentando a vida útil de um produto, incentiva o crescimento do slow fashion e ajuda toda a sociedade a repensar o consumo.



O bazar teve a presença linda da daniribeiro.comidadeverdade
Ana Carolina do Eu Organizado e eu
O bazar foi lindo, fruto de uma bela parceria que tenho muita felicidade em fazer parte. Uma rede tecida por blogueiras com grande visão colaborativa e consumo consciente! Vale a pena conhecer o trabalho delas: Annima, Ateliê Bora pra Casa, Casa de Amados, Decorviva, Nossa Apê, Revista Oca Pop // Pot Pourri da Karen.

E você? Também é adepta do desapego? Curte um bom garimpo? Conta pra mim!



Continue lendo >>